Imagem capa - Casais que nos inspiram:
Inspiracional

Casais que nos inspiram: "Tenho câncer e meu esposo continua um grande companheiro"

// Casais que nos inspiram: "Tenho câncer e meu esposo continua um grande companheiro" 


De Maria Emília Cavalcanti
instagram.com/emiliaarte



No início de 2017 comecei a fazer meus exames de rotina, quando fiz a mamografia foi encontrado um nódulo maligno. Nunca estamos preparados para esta notícia. Vim do consultório médico até minha casa chorando, meu mundo caiu! Aguardei meu esposo Ricardo, com quem sou casada há 36 anos, chegar do trabalho para dar a notícia. Ele, com sua calma e tranquilidade, disse que tínhamos um Deus, uma família, e que eu tinha a ele e ele a mim, e que iria cuidar de mim.


Foram vários exames antes da cirurgia da mama, foi quando fiz uma tomografia que acusou outro nódulo maligno no pulmão esquerdo. Outra queda em minha vida. Em todo o trajeto do meu tratamento Ricardo esteve lá, presente. Em consultórios, exames, cirurgias. Este homem grandioso em sua fé me acalmava nas noites de dor, massageava minhas queimaduras (consequências da radioterapia), fazia chás, compressas, remédios, chorava junto comigo. Muitas noites eu acordava e chorando eu dizia a ele que não ia aguentar tanta dor, e ele dizia que eu ia aquentar, sim! Que eu era mais forte que ele. E que eu iria fazer aquele tratamento firme e forte.


Meu esposo me ajudou em todos os momentos, ao longo desses dois anos de tratamento, na batalha contra estra doença tão temida pelas pessoas. Ele é meu companheiro, meu conselheiro, meu eterno amor, meu amante, meu marido, meu porto seguro. Muitos homens nestas horas saem da vida da mulher diagnosticada com câncer, dizem que porque não aguentam tanta pressão, mas eu acredito que é porque não haja amor. Ricardo fez diferente, ele se manteve firme comigo. Agradeço a Deus por ter me presenteado com esta pessoa, que nos momentos mais difíceis de minha vida esteve junto a mim. Juramos diante de Deus ficarmos juntos, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, por todos os dias das nossas vidas, até a morte nos separar.


Hoje estou bem, fui diagnosticada com metástase, mas tomo um medicamento todos os dias, que mantém estáveis a multiplicação das células; vou ao oncologista e faço meus exames mensalmente e Ricardo está sempre coladinho comigo. Agradeço de coração a este homem que cuidou e cuida de mim. 


Ricardo, te amarei para sempre.

D. Emília e S. Ricardo são casados há 36 anos e pais de Rebeca e dos seus irmãos Ricardo, Robson e Eludiane. (Foto: Rebeca Rodrigues)

Julho de 2019